Comprador Financiamento

Evite dores de cabeça ao adquirir seu financiamento de imóvel na planta: Saiba como

evite-dor-de-cabeça-ao-adquirir-financiamento-de-imóvel-na-planta-agente-imóvel

Um financiamento de imóvel na planta não precisa resultar em dor de cabeça – e nem no bolso.

Há quem vincule esse tipo de negócio a uma armadilha, muito em razão de representar um investimento a longo prazo em algo que só existe no papel e na maquete.

Mas, como veremos neste artigo, com os cuidados certos, essa pode ser a oportunidade perfeita para adquirir o lançamento imobiliário dos seus sonhos.

Então, fique ligado nas dicas que temos para você e boa leitura!

Financiamento de imóvel na planta: como funciona

financiamento-de-imovel-na-planta-agente-imóvel

Você já se decidiu pelo imóvel que deseja adquirir, mas procura as melhores condições para isso.

Surge, então, a possibilidade de realizar um financiamento de imóvel na planta.

É neste momento que as dúvidas começam.

A principal diferença dessa modalidade para um empréstimo habitacional para imóvel já pronto está relacionada às características do negócio.

Ou seja, você estará adquirindo um projeto e, portanto, seus recursos serão utilizados inicialmente para financiar a própria obra.

Isso pode ocorrer de duas formas: de modo associativo ou via repasse de recursos.

Em ambas, você começa a pagar pela tomada de crédito assim que ele é concedido, mas só inicia a amortização do saldo devedor quando o imóvel é concluído e seu Habite-se liberado.

A diferença é que, na segunda opção, os valores são negociados diretamente com a construtora ou incorporadora.

Os pagamentos devem ser realizados em um prazo máximo de 36 parcelas, o que corresponde a três anos.

Só depois do Habite-se é que o financiamento do imóvel, agora não mais na planta, será encaminhado.

Então, para que não reste dúvidas: de um jeito ou de outro, você não vai amortizar o saldo devedor até a conclusão do imóvel.

Um problema?

Não necessariamente, pois a aquisição de um lançamento imobiliário na planta tem valores atrativos e, mesmo com essa particularidade, o negócio pode se mostrar vantajoso.

Ao tomar posse do bem, ele tende a valer mais do que o investimento feito para a sua aquisição – a valorização pode chegar a 50%.

Regras para financiar imóvel na planta

regras-para-financiar-um-imóvel-na-planta-agente-imóvel

Se você ouviu dizer que o financiamento de imóvel na planta é complicado, esqueça essa ideia.

Tudo começa pela escolha da modalidade, da mesma forma que ocorre no processo tradicional, quando ele já está pronto.

Sistema Financeiro de Habitação (SFH), Sistema de Financiamento Imobiliário (SFI) e Minha Casa Minha Vida são opções.

Elas variam quanto ao prazo máximo de quitação e também com relação ao valor máximo do imóvel que deseja financiar.

As regras sobre o uso de recursos do FGTS também dependem da modalidade escolhida, não sendo o fato de o empreendimento ainda estar na planta um impeditivo.

Para a primeira etapa do processo, que se destina a financiar a obra, o banco irá avaliar a empresa responsável pelo projeto e as próprias características dele.

Isso se você optar pelo modo associativo, como explicado antes.

Já na segunda etapa, a avaliação se volta ao imóvel em si.

Quanto à documentação exigida, não costuma haver nenhuma solicitação extra para o interessado na aquisição.

Obviamente, cada banco tem as suas próprias regras e instrumentos de proteção à inadimplência, mas comprovação de renda e de endereço, além de documentos pessoais, representam o básico nesse tipo de processo.

Lembrando que o valor da parcela não pode comprometer mais de 30% da renda informada.

Por que o financiamento na planta pode ser um ótimo negócio

porque-o-financiamento-na-planta-pode-ser-um-otimo-negocio-agente-imovel

Respeitadas as particularidades do processo e encontrando a forma mais vantajosa de obtenção de crédito, o financiamento de imóvel na planta tem tudo para ser um ótimo negócio.

E as razões para isso serão relacionadas agora.

Entrada sem juros

Na primeira parte do processo, a construtora não pode cobrar juros sobre as parcelas pagas para financiar a obra.

Na prática, funciona como uma entrada parcelada e com taxa zero, sem surpresas ao bolso.

A única cobrança ocorre ao final dessa etapa inicial, quando é aplicada correção monetária que tem como base o Índice Nacional de Construção Civil (INCC).

Construção de reserva financeira

Como não há juros na fase de construção do empreendimento, você pode aproveitar para fazer uma reserva financeira, utilizada posteriormente para abater o valor final do imóvel pronto.

Basta se disciplinar financeiramente que você consegue um negócio ainda mais vantajoso.

Quem sabe até realizar o pagamento à vista, por que não?

Liberdade para financiar

Você pode encaminhar a primeira etapa junto a um banco e decidir trocar de instituição no momento de financiar o imóvel.

É possível que, em razão disso, haja a cobrança de uma taxa de interveniência.

Mas fique ligado, pois ela é ilegal por ferir a liberdade de escolha do consumidorVocê tem direito de tomar crédito no banco de sua preferência.

Tempo para planejar e personalizar

Enquanto o imóvel é construído, você tem um tempo valioso para planejar o seu uso.

Conforme a construtora responsável pelo projeto, é possível até mesmo escolher acabamentos internos.

Essa personalização é impossível em um imóvel já pronto.

Para deixá-lo com a sua cara, só mesmo reformando antes mesmo de se mudar.

5 dicas para ter uma experiência ainda melhor

5-dicas-para ter-uma-experiencia-ainda-melhor-com-financiamento-imobiliário-agente-imóvel

  1. Planeje-se financeiramente para pagar o valor inicial em dia e ter uma prestação futura que caiba no bolso
  2. Avalie o histórico e a experiência da construtora antes de assinar o contrato para minimizar qualquer possível risco
  3. Garanta o recebimento do Memorial Descritivo do Imóvel, que especifica tudo o que foi prometido pela construtora
  4. Tenha especial atenção ao Contrato de Compra e Venda e só assine após analisar todas as cláusulas
  5. Inicie o financiamento do imóvel três meses antes do prazo estabelecido para a conclusão do imóvel. Desse modo, você se antecipa a uma possível demora na liberação do crédito bancário e não precisa aguardar mais alguns meses para tomar posse do bem.

Invista em educação financeira para comprar imóveis

invista-na-educação-para-comprar-imóveis-agente-imóvel

Você aprendeu neste artigo regras e dicas para o financiamento de imóvel na planta.

Como vimos, esta é uma oportunidade única para colocar as mãos nas chaves de um lançamento imobiliário desejado.

Nessa hora é chegado o momento de encontrar além de muita informação, as melhores oportunidades no Agente Imóvel e realizar um excelente negócio com as melhores construtoras e incorporadoras do mercado.

Visite o site para encontrar o empreendimento dos seus sonhos por um preço justo.

Este artigo é o passo 09 da série ”Comprando imóveis em lançamento sem complicação”

<<<< PASSO 08                                                                         PASSO 10>>>>

 

Evite dores de cabeça ao adquirir seu financiamento de imóvel na planta: Saiba como
5 (100%) 3 votos