Comprador Crédito Imobiliário Financiamento

Tudo o que você precisa saber sobre Score de Crédito no financiamento imobiliário

O score de crédito é uma pontuação dada aos hábitos de compra dos cidadãos brasileiros e que pode ser consultado por instituições financeiras para avaliar se é uma boa ideia fazer negócio com essa pessoa. Ou seja, para criar contas em bancos, fazer cartões de créditos, pedir empréstimo e etc, é preciso ter um bom número.
Desta forma, se você tem a intenção de fazer algum tipo de financiamento imobiliário, é importante prestar atenção no seu status na plataforma. Continue lendo para entender o que é e como funciona!


O que é Score de Crédito?

A Serasa é uma empresa fundada na década de 1960 e tem como objetivo fazer análise financeira do consumo brasileiro. Assim, consegue oferecer apoio a instituições que desejam entender melhor os hábitos dos seus clientes, seu histórico de dívidas, perfil de pagamento, entre outras coisas. 


Pensando em uma maneira de também fornecer apoio e clareza de informações para os cidadãos, foi lançada uma plataforma que permite visualizar o seu próprio score de crédito. 


A ideia é que saber o quão confiável é seu perfil consumidor ajude as pessoas a se organizarem melhor financeiramente. Assim, cada um irá buscar uma maneira de renegociar suas dívidas e manter o nome limpo.


Por meio da plataforma, é possível encontrar a sua pontuação, consultar CPF, acompanhar o histórico de evolução, se há dívidas a serem quitadas, entre outras coisas.


Como o score é calculado?

um cofre de porquinho com várias modas saindo de dentro

O score de crédito disponibilizado na plataforma é uma média com base nas últimas atividades financeiras que você executou, além do histórico de consultas ao seu nome feitos por empresas. Quanto mais você se se manter organizado, maior será sua pontuação.


Então, esse número é categorizado em três divisões diferentes: 

  • de zero a 300 (vermelho): alto risco de inadimplência;
  • de 301 a 700 (amarelo): médio risco de inadimplência;
  • de 701 a mil (verde): baixo risco de inadimplência.

Caso queira conhecer o status do seu CPF, basta acessar o site do Serasa e consultar de forma gratuita. A plataforma ainda te fornece alguns detalhes do porquê você possui aquela nota, entre outras coisas.


Como aumentar meu score de crédito para financiar um imóvel 

 

Como dito anteriormente, muitas instituições financeiras consultam o score de crédito dos clientes para avaliar se deve ou não fornecer algum tipo de negócio para eles. Isso serve, inclusive, para a possibilidade de fazer um financiamento imobiliário.


É importante ressaltar que não existe forma de pagar para fazer os números aumentarem. Essa é uma prática ilega. Portanto, se você descobriu que tem baixa pontuação e deseja melhorar para fazer a aquisição de um imóvel, veja só as cinco dicas abaixo para melhorar sua nota no Serasa!

 

  • Limpe e mantenha seu nome limpo

O primeiro passo para ter um bom score é identificar o que está causando esse número tão baixo. Aliás, no próprio site você poderá encontrar essas informações, mas, de qualquer forma, é importante verificar se os dados estão corretos e atualizados.


Entre em contato com as empresas e peça por uma renegociação. Aqui, provavelmente vão te oferecer um prazo para pagar de forma parcelada e com o acréscimo de taxa de juros. Então, é importante ir com calma se tiver mais de uma dívida.


Para evitar se enrolar e não conseguir pagar nenhuma até o final, o ideal é que quite os valores uma de cada vez. Ou seja: quando terminar o pagamento de uma, comece a negociar a outra.


Depois de tudo pago, é preciso manter os bons hábitos de consumo. Pague contas e faturas em dia e espere que, gradativamente, sua pontuação melhore. Aqui, também vale a dica do pagamento integral do cartão de crédito. Não caia na tentação de quitar apenas o valor mínimo que eles oferecem, pois isso pode gerar uma bola de neve no futuro.

 

  • Mantenha seu cadastro no Serasa atualizado

Ter as informações cadastrais no site do Serasa sempre em dia é importante. Por exemplo: que tal vincular um endereço de e-mail para a sua conta? Assim, sempre que houver algum tipo de atualização você poderá recebê-la diretamente na sua caixa de mensagens.


Isso é importante porque, caso seu score diminua, você terá essa informação na hora e poderá verificar o que aconteceu.

 

  • Coloque contas no seu nome

O score de crédito faz um mapeamento dos hábitos de consumo dos cidadãos, certo? Então, se você tem poucas coisas no seu nome, não há muito o que analisar.


Caso more com algumas pessoas, considere colocar alguns serviços de casa, como o de energia, no seu CPF. O bom histórico de pagamento passará a contar para a evolução da sua pontuação.


Quanto mais contas estiverem sob sua responsabilidade, maiores as chances de aumentar a sua nota. Claro, isso acontece se estiverem em dia. Se começar a atrasar, ocorrerá o efeito inverso.

 

  • Não peça crédito toda hora

Não abuse da possibilidade de fazer financiamentos. Mesmo que você efetue os pagamentos corretamente e consiga quitar os empréstimos sem nenhum problema, isso não é bom para o seu histórico de consumo.


As instituições financeiras vão entender o seu perfil como alguém que constantemente tem projetos maiores do que tem a capacidade de lidar e, por isso, sempre pede auxílio de crédito.

 

  • Use o Cadastro Positivo 

O Cadastro Positivo funciona como uma espécie de currículo para os seus hábitos de consumo. Cada vez que você efetuar um pagamento em dia, você ganhará um ponto. Também ganhará caso pague o valor integral, ao invés de parcelar, renegociar ou quitar apenas o mínimo.

 

Segundo a legislação brasileira, todos os cidadãos do nosso país têm seus dados registrados automaticamente no programa. Para visualizar essas informações, basta se inscrever e acompanhar o histórico. 

 

Isso é vantajoso principalmente para profissionais autônomos que podem não conseguir um financiamento de crédito imobiliário por falta de comprovação de renda fixa. Por meio desse mapeamento de pagamentos, é possível mostrar que a pessoa tem vida financeira ativa e que paga as contas em dia