C Comprador Dicionário Imobiliário Financiamento

CET – Custo Efetivo Total para Financiamento Imobiliário

CET - Custo Efetivo Total para Financiamento Imobiliário, o que é?

Quando se faz um financiamento imobiliário ou um empréstimo com imóvel em garantia nem sempre se tem o conhecimento de todas as siglas e termos apresentados pelos gerentes de bancos, um bem comum é o CET, Custo Efetivo Total. Mas afinal, o que ele significa?

O que é Custo Efetivo Total – CET?

O CET é o valor cobrado pelas empresas que prestam serviços de crédito ou empréstimos. Mais especificamente é a soma de todas as despesas e encargos das operações financeiras, o valor final.

E não estamos falando só da soma das taxas de juros, ele também engloba seguros, registros, tributos e quaisquer outras despesas relacionadas às operações.

Por que o CET foi criado

Desde 2007, todas as as instituições financeiras são obrigadas a informar o Custo Efetivo Total de um financiamento ou empréstimo.

O objetivo é criar mais transparência nas transações, pois sem o CET fica mais difícil para o consumidor entender qual oferta é mais vantajosa para seu bolso.

A lei contempla todas as instituições financeiras autorizadas pelo Banco do Brasil e garante uma concorrência justa para o cliente em patamar mundial, pois facilitar a compreensão de operações financeiras complexas.

Adquira crédito para comprar seu imóvel com a menor taxa do mercado! Trabalhamos com todos os bancos. A partir de 5,39% ao ano.

As taxas mais comuns que compõem o CET são:

  • Juros
  • Taxas de análise de crédito
  • Taxa de Abertura de Cadastro
  • IOF – Imposto sobre Operação Financeira
  • Taxas administrativas em geral
  • Tarifas em geral
  • Seguros em geral
  • Tributos em geral

Como calcular o CET

Embora tenhamos falando que o CET é somente a soma dos valores, não se trata de uma operação tão simples assim, o valor desse custo é disponibilizado em forma de porcentagem (%) anual.

Abaixo explicamos melhor, usando números do sistema Sistema de Amortização Constante (SAC):

A melhor forma de saber se está fazendo uma bom negócio para recebimento de um crédito é analisar o CET. Às vezes os menores juros não significam o melhor negócio, tarifas e encargos são os grandes responsáveis pelo aumento do Custo Efetivo Total.

Agora, considerando também as taxas obrigatórias em um financiamento imobiliário, vamos comparar de novo:

Ou seja, quando comparado, o Banco 1 apresenta a menor taxa de juros, porém quando é somado todos os custos, o vantajoso seria fechar com o banco 2, pois o CET é menor.

O Custo Efetivo Total sempre irá mostra com mais claridade o custo de operações financeiras e é o melhor parâmetro que você comparar!

Aqui no Agente Imóvel você faz seu financiamento imobiliário com a menor taxas do mercado: